Search
  • Grupo TEC Blogger

Marketing como ferramenta de estratégia - Parte 1

Entender de Marketing é algo que está ao alcance de qualquer profissional, contudo isto exige o desenvolvimento de algumas habilidades, tais como entendimento e empatia das necessidades de mercado, bem como capacidade de visualização de cenários à longo prazo e compreensão 360° da empresa e do ambiente na qual ela está inserida.

Por outro lado, para que haja o desenvolvimento destas habilidades, é muito importante entender a evolução da aplicação do Marketing e suas ferramentas ao longo dos anos, pois isto nos ajudará a nos localizarmos no tempo e a entender melhor os pontos que são necessários para a nossa evolução profissional.


Marketing e publicidade... a história da panfletagem corporativa


Para entendermos como o Marketing vem evoluindo ao longo dos anos, precisamos entender como ele ainda hoje é tratado pelas empresas no Brasil. Vamos descobrir que Marketing e Publicidade são duas linhas de ação que acabam sendo confundidas e muitas vezes misturadas ao se desenhar um plano de ação de mercado.


Costumo dizer que Marketing à moda antiga costumava ser confundido com panfletagem e que muitas empresas se acomodaram com este modelo. Se observarmos a evolução das comunicações vamos reparar que até os anos 90 (e meados dos anos 2000) eram muito limitadas, estando restritas à meios físicos, havendo o rádio e a televisão como os únicos meios de comunicação e massa.


Tal ambiente restringia muito a capacidade de alcance de qualquer empresa em realizar negócios, e com isto temos um cenário aonde a maior parte das empresas possuía uma atuação de vendas regional. Em regra geral, fugiam à esta regra multinacionais e indústrias de maior porte, que possuíam uma vasta e organizada rede de representantes.


Em um cenário regionalizado, há uma menor preocupação (quando há) com competidores concorrentes, além de os canais de comunicação e atuação serem consideravelmente mais limitados e de mais fácil entendimento. Com isto, o “marketing” envolvido é o de comunicar para os clientes: “Olá, existimos e estamos aqui, venha nos conhecer”.


O início do fim da panfletagem... início dos anos 2000


A partir do final da década de 90 e início dos anos 2000 houve uma explosão nas comunicações liderada pela evolução cada vez mais vertiginosa do processamento de dados computacionais, e com a popularização da internet, antes reduto de excêntricos e inovadores.


Em um curto espaço de tempo, as pessoas conversávamos mais através das salas de Bate-Papo, tinham acesso a mais informações em tempo real, possuíam cada vez mais conhecimento sobre produtos e serviços, porém ainda não consumiam muito através dos canais digitais.


Neste período, as empresas passaram a se comunicar de forma mais constante (e por vezes inoportuna) junto à seus clientes, através de anúncios em sites, bem como através de e-mails e mensagens de texto via celular (uma plataforma que ainda engatinhava no mundo digital).


Temos aqui os primeiros movimentos por parte das empresas em buscar novos mercados fora da sua tradicional área regional e temos uma onda de empreendedores iniciando sua aventura no mercado, havendo assim um aumento vertiginoso da competição em diversos setores que antes eram dominados por empresas tradicionais.


Foi uma época de grandes aprendizados, pois quando temos uma forte expansão há sempre os movimentos especulativos e as falsas tendências de mercado e foi neste momento que começamos a ter de forma mais nítida a necessidade do desenvolvimento de uma estratégia de mercado para que entendêssemos melhor as necessidades dos clientes e se criasse meios de não apenas vender cada vez mais, mas de vender melhor e agregar mais valor às vendas realizadas. Aqui é o primeiro vislumbre do Marketing como estratégia.

Contudo, tal situação de transição e aprendizado foi algo predominante no Brasil até o início da década de 2010, quando a revolução digital alcançou um nível de empatia com a vida das pessoas que fosse possível entender melhor o que as pessoas queriam, bem como desenvolver a um nível maior a confiança nos canais digitais. Junte-se a isto, a regionalização dos negócios no Brasil vem diminuindo gradualmente desde o fim dos anos 90, impulsionado pela facilidade em se comunicar e vender para o mundo todo.


 A morte da panfletagem e o Marketing como estratégia


Com o desenvolvimento de plataformas dinâmicas e poderosas como os smartphones, tablets e com o aumento absurdo do poder de processar informações dos computadores, aliado à velocidade estonteante (nem tanto) da internet atual, inicia-se uma nova era nos negócios mundiais.


Não existem mais fronteiras, finalmente os consumidores passam a consumir produtos e serviços online com uma naturalidade gigantesca, diminuindo (porém não anulando) a importância do comércio tradicional em determinados segmentos. Com o desenvolvimento do conceito de nuvem, a venda e armazenamento de mídias passa a ser quase que completamente digital. O varejo por sua vez, entende que plataformas digitais são cada vez mais importantes para seus consumidores, que por sua vez possuem cada vez menos tempo de se deslocarem até lojas físicas.


O empreendedorismo alcança níveis nunca antes vistos em escala global. Cada vez mais protagonistas surgem em diferentes negócios, inspirando pessoas a buscarem o desenvolvimento de seus talentos. A carreira tradicional está cada vez menos em voga entre os mais jovens, que aspiram novos modelos de trabalho e buscam cada vez mais unir o prazer, com a rentabilidade.


O mundo ficou diverso, pulverizado, dinâmico e interativo à níveis cada vez mais extremos e saber lidar com isto é a responsabilidade do profissional atual de Marketing. Como navegar em águas tão revoltas e buscar a excelência em suas operações





13 views0 comments

©2020 by Tec Talk. Proudly created with Wix.com